May 1, 2013

A betatrofina pode revolucionar o tratamento da diabetes

  Uma investigação em Harvad, com a responsabilidade de Douglas Melton, veio revolucionar o método de tratamento da diabetes. A betatrofina parece ser capaz de estimular a proliferação e diferenciação de novas células beta no pâncreas em cerca de 30 vezes a taxa normal. As células beta são responsáveis pela produção de insulina no pâncreas. Os investigadores acreditam que em vez de injeções diárias de insulina, podemos ter algo mais poderoso em mãos. O ideal seria o bom funcionamento do pâncreas através do aumento de betatrofina. CC   Fonte: http://www.cell.com/abstract/S0092-8674(13)00449-2
May 1, 2013

10 recomendações para perder peso de forma saudável

A DGS (Direcção Geral de Saúde) publicou um conjunto de recomendações para perda de peso saudável, segundo a  Academy of Nutrition and Dietetics e a Organização Mundial de Saúde (OMS): 1. A perda de peso é um processo que tem implicações na saúde. As oscilações bruscas de peso associadas a dietas mal sucedidas podem ser mais perigosas do que manter o peso excessivo. Só avance se tiver a motivação e a equipa certa para dar o primeiro passo. 2. Confira o seu grau de motivação. A perda de peso implica modificações sérias no dia-a-dia e a longo prazo. Reflita primeiro se está disposto(a) a […]
April 30, 2013

Opinião | Consulta por video chamada

Há uns tempos fui a uma entrevista de emprego onde a conversa foi mais ou menos esta: “Então a Cláudia faz a consulta de nutrição por vídeo chamada, basta ter internet… tem iPhone?! Até no telemóvel pode fazer isso!” (eu ri-me… achei que era uma piada!) Tenho visto alguns casos de “consultas de nutrição” por vídeo chamada. Desculpem mas tem que ser entre aspas, porque uma consulta de nutrição não pode ser assim. Na consulta de nutrição é preciso fazer uma anamnese – o Nutricionista faz uma espécie de “entrevista” para compreender que antecedentes tem o paciente.  A avaliação corporal […]
April 25, 2013

Qual o melhor exercício? Caminhar ou correr?

Um estudo norte americano recente mostra que o  importante é a distância percorrida e não o tempo do exercício. Ou seja, tanto faz se corre ou se faz caminhadas, os resultados destas duas atividades vão ser benéficos para a redução do aparecimento de doenças como a diabetes, hipertensão, dislipidemias (como o colesterol elevado) e arteriosclerose. Paul Thompson no jornal American Medical News explica que “As pessoas tendem a avaliar mais o total do tempo de exercício, do que a distância percorrida.” erradamente.   Por isso, façam caminhadas, corridas… ! Escolham a atividade que mais se identificam e sentem à vontade. […]